CADASTRE-SE CADASTRE-SE CADASTRE-SE CADASTRE-SE - CADASTRE-SE -

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Flamengo 2 x 0 Atlético-PR - Mengão é tricampeão da Copa do Brasil! O clube carioca levantou a taça em pleno Maracanã lotado, onde computou mais de 60 mil pessoas

Rio de Janeiro, RJ, 27 (AFI) – O Flamengo está de volta a Copa Libertadores da América. Na noite desta quarta-feira, o Mengão conquistou o tri da Copa do Brasil, ao vencer o Atlético-PR por 2 a 0. O gol do título foi marcado pelo meia Elias, que retribuiu o carinho que a torcida deu ao seu filho Davi, quando se recuperava de pneumonia, fez explodir de alegria os mais de 60 mil torcedores que lotaram o Estádio do Maracanã na grande final e ainda abriu espaço para o artilheiro do Templo do Futebol, Hernane, o Brocador colocar números finais ao embate.
 
Os gols foram de Elias e Brocador, mas quem também leva o mérito é Amaral. O volante fez o gol do Mengão no empate em 1 a 1 com o Atlético-PR no jogo de ida, em Curitiba. Com o placar em 0 a 0, o Flamengo já seria o campeão da Copa do Brasil, mas a vitória veio para coroar uma campanha brilhante, que teve seu ápice quando o clube carioca deixou ninguém menos do que o Cruzeiro pelo caminho.

Em sua caminhada até o tricampeonato, o Flamengo, além de derrubar o campeão brasileiro (Cruzeiro), venceu o atual vice-líder (o próprio Atlético), o quarto e o quinto colocados do Campeonato Brasileiro (Goiás e Botafogo). Não há como colocar senões no triunfo obtido pelo time rubro-negro do Rio.
 
Apesar de não ter ficado com a taça, o Atlético-PR não pode ser menosprezado. O Furacão ficou muito abaixo da expectativa no jogo de volta, porém, vem fazendo uma campanha brilhante durante todo o ano, onde além do vice da Copa do Brasil, é também o segundo colocado do Campeonato Brasileiro. Com a derrota, o técnico Vagner Mancini ficou perto de levantar pela segunda vez o título. A primeira foi no comando do Paulista de Jundiaí diante do Fluminense.

Ninguém marcou!

Começou a decisão da Copa do Brasil. Empurrado por seus torcedores que lotaram o Estádio do Maracanã, o Flamengo não demorou à chegar com perigo. Aos seis minutos, Luiz Antônio arriscou o chute de longe e Weverton caiu bem para fazer a defesa. Essa foi a única chance nos primeiros 15 minutos. O Mengão tomava iniciativa, mas não conseguiu furar o bloqueio do Furacão, que aparentemente assustado optou por se fechar e sair em jogadas de contra-ataque, iniciada pelo veterano Paulo Baier.
 
À partir daí, a partida ficou equilibrada. Muito truncado no meio de campo, o embate ficou marcado pela forte marcação de ambos os times. Até os 25 minutos, o Flamengo tinha feito 13 desarmes, contra dez do Atético-PR. Depois dos 34, quando Luiz Antônio arriscou mais uma vez de longe – a bola tirou tinta da trave, antes de seguir para linha de fundo -, o jogo começou a ganhar em emoção pelo lado do Mengão.
 
Aos 37 minutos, Léo Moura invadiu a área do Atlético pela primeira vez na partida e chutou para fora. Em seguida, a bola ficou no travessão de Weverton. Em cobrança de falta, Luiz Antônio mirou o ângulo, mas a bola carimbou o poste. Por muito pouco, o Furacão não vai para o intervalo atrás do placar.
 
A taça é do Mengão!
Na segunda etapa, o Flamengo novamente voltou melhor do que o Atlético-PR. O Mengão buscava o jogo e encontrava um Furacão recuado, que foi para cima, após a substituição feita pelo técnico Vagner Mancini. O treinador tirou Felipe e colocou Dellatorre, que em apenas dois minutos em campo fez mais do que seu companheiro de equipe. Aos 14 minutos, o atacante soltou a bomba de longe e a bola passou perto do gol adversário.
 
A resposta do Flamengo veio aos 20 minutos. Elias achou Hernane. O atacante ameaçou a entrada na área e chutou. Weverton fez a defesa. No lance seguinte, Léo Moura cruzou para o Brocador, que não chegou a pegar com força na bola. Aos 39, o artilheiro do Maracanã ficou perto de deixar o seu. Após receber cruzamento, o atacante pegou de voleio, mas Weverton fez a defesa.
 
E quando todos esperavam que a partida terminaria em 0 a 0, apareceu ele, o meia Elias para abrir o placar e fazer explodir os mais de 60 mil torcedores, que compareceram ao Maracanã. Paulinho fez linda jogada e tocou para Elias. O nomeado pela torcida como o melhor jogador do Flamengo, só teve trabalho de mandar a bola para o fundo das redes.
 
Com o gol, a porteira abriu e o Mengão cresceu de vez. Aos 45 minutos, Paulinho dribla a marcação e chutou. A bola tirou tinta da trave e foi para fora. Aos 48, Hernane, o artilheiro do novo Maracanã deixou o seu. Luiz Antônio avançou pela direita e tocou para o Brocador dar números finais ao embate, o que selou de vez o tricampeonato à favor do Mengão.
No final da partida, o lateral André Santos, pelo lado do Flamengo, e o atacante Ciro, pelo Atlético-PR, acabaram se envolvendo em confusão e foram expulsos.
 
Fonte: Futebolinterior.com.br
Carregando...
Brasileirão